quinta-feira, dezembro 09, 2010

Bem-querer

Quero te dar um poema

Para dizer que te amo

Quero fazer uma cena

Fazer de ti o meu plano


Então te dou minha vida

Te dou meus fracos versinhos

Te dou minha companhia

Meus carinhos meus docinhos


Te dou a rima perfeita

Da nossa felicidade

Da nossa conversa séria

Da nossa cumplicidade


Te dou minha mão amiga

Meus beijos e meus defeitos

Te dou minhas madrugadas

Para te amar de mil jeitos


Enfim te dou todo o mundo

Este meu pobre universo

Que de tão simples tão fraco

Cabe até num simples verso



3 comentários:

Atheniensis disse...

Lindooo *__*

Antônio José Xavier (Apolo) disse...

-Obrigado amiga, essa é pra alguém muito especial, mereceu portanto uma atenção especial em cada palavra. Porque mesmo que os outros não saibam o que importa pra nós dois é o que sentimos.

Antônio José Xavier (Apolo) disse...

-Brigado Ária! É o amor que faz isso com a gente... rsrsrsrs.