quarta-feira, julho 21, 2010

A[u]TORMENTADA

As idéias más, jocosas, odiosas,
Os jogos, os jugos, toda a mentira
O carnal, o banal, o igual, o boçal
Agir, fingir, o que nunca sentira...
Enganar, forjar,matar, inspirar
Vomitar a poesia que traíra
Correndo, sendo, vendo e sabendo
Qual a armadilha em que caíra.

Tormento, lamento, sentimento, sofreguidão
Tristeza, sua presa, tigresa, devassidão
Culpa, desculpa, abrupta, sem coração
Vinha, venha, vinho, senha, vastidão
Pecado, recado, vilipendiado, ingratidão
Despido, sem sentido, dolorido, compaixão
Amiúde, completude, atitude, invasão,
Sem anseios, mostre os seios, sem rodeios, mansidão.

Atormentada, vil, obcecada
Ressequido, caloroso, mal dormido
Vazio, ouvia, esvazia e dormia
Virulento, violento, excremento.
Doença, clemência, castigo, demência
Entrave, a chave, deidade, vontade,
Sexual, sensual, canibal, vital.
Come, insone, escreve e some...

Um comentário:

Antônio José Xavier (Apolo) disse...

-Estamos assim... rsrsrs... Eis o nosso destino.